Vereadora lança cartilha de direitos da educação inclusiva em festa de fim de ano

Luciana Novaes também aproveitou a oportunidade para prestar contas do trabalho que vem desenvolvendo na Câmara de Vereadores.
cartilha do direito a educação inclusiva

Foto: Douglas Mateus

Por Elder Fernando

A vereadora Luciana Novaes esteve na festa de fim de ano de ‘A Trissomia do Amor 21’. O grupo é formado por mães de crianças com deficiência e síndrome de down, que lutam por dias melhores nos serviços públicos no Município do Rio. Luciana Novaes aproveitou a oportunidade para prestar contas de seu mandato de vereadora na Câmara, não só na garantia dos direitos das pessoas com deficiência, mas também na construção de políticas públicas que garantam a inclusão dessas pessoas.

A vereadora comemorou a oportunidade de poder estar junto das crianças e responsáveis e prometeu continuar sua atuação forte na Câmara.

— Desde o meu primeiro dia como vereadora desta cidade, meu compromisso sempre foi lutar por dias melhores, principalmente na garantia dos direitos das pessoas com deficiência. Falo isso porque sinto na pele todos os dias a falta de acessibilidade, o problema de inclusão e o preconceito das pessoas. Não é uma tarefa fácil mudar esse panorama, mas juntos estamos construindo uma corrente do bem. — destacou.

O evento contou com o lançamento de uma cartilha sobre educação desenvolvida pela vereadora Luciana Novaes. A ideia da parlamentar é fazer com que pais e responsáveis conheçam os direitos de seus filhos. A cartilha, que possui o tema ‘Direitos e boa práticas na educação inclusiva’ é distribuída gratuitamente em diversos pontos da cidade e também pode ser solicitada através das redes sociais da vereadora, para receber em casa.

Luciana Novaes frisou que o conhecimento é a melhor arma que um ser humano pode ter e prometeu continuar auxiliando as pessoas na construção de uma educação mais inclusiva.

— Muitas das vezes não conseguimos lutar pelos nossos direitos, porque nem os conhecemos. Diversas crianças não recebem a educação inclusiva como deveria ser, e as vezes seus pais e responsáveis nem sabem que ela tinha esse direito. Essa cartilha foi pensando nisso, para que todos nós possamos conhecer os direitos de crianças e adolescentes com deficiência e saber como exigi-los. — afirmou.

Alessandra Mello, fundadora do projeto ‘A Trissomia do Amor 21’, aproveitou o momento para agradecer a vereadora Luciana Novaes pelo seu empenho e representatividade na militância pelas pessoas com deficiência.

— Quando a Luciana me chamou em seu gabinete para conversarmos pela primeira vez, eu fui completamente armada, pronta para despejar sobre ela um mar de problemas e reclamações, crente que ela seria mais uma que queria se aproveitar da pessoa com deficiência. Ao conhecê-la profundamente, pude perceber que ela não é só militante da causa, ela é a própria causa. E juntas estamos somando força pela construção de uma cidade mais inclusiva para os nossos filhos e para todos — destacou.

O evento contou ainda com um grupo musical que tocou diversos sucessos dos anos 90 e 2000 e um dj que agitou a festa, além da presença do Papai Noel que distribuiu muitos presentes para as crianças.